Total de visualizações de página

Quer sua Biografia aqui = escreva a sua e envie pelo contato que se encontra em baixo. 

R

R-Sertaneja sempre ligada a Melhor Rádio de se Ouvir.

domingo, 3 de junho de 2012

Lian Lucas 03/06/12

Lian Lucas
            Nasceu em Governador Valadares (MG) nos anos de 1985, cujo nome de batismo é Lucas de Souza.
Desde criança Lian Lucas sempre demonstrou uma grande atração pelas coisas do campo. Pescar, andar a cavalo, nadar, e, claro, uma paixão platônica pela música com temática rural.
Aos oito anos Lian ganhou o primeiro violão, presente de sua mãe, dona Ilda. Era um instrumento simples, mas suficiente para se tornar seu amigo inseparável. Nele começou a dedilhar as primeiras notas musicais, a compor seus primeiros versos, a soltar sua voz doce de criança de talento precoce. Milionário e José Rico, Zezé Di Camargo e Luciano e Leandro e Leonardo foram suas primeiras e grandes influencias da música sertaneja.
Mas a vida nem sempre foi fácil para Lian. Não chegou a conhecer seu pai, que abandonou sua mãe quando ainda não tinha 1 ano de idade.


Aos três anos foi morar na Fazenda Barreiro, no município mineiro de Itambacuri, sob os cuidados de Joaquim e Teresinha, que acabavam de criar uma Escola de Peões, exclusiva para abrigar meninos carentes da região. Carinhosamente chamado de Luquinha, por ser o menor de uma turma de quase 80 meninos, recebeu de seu Joaquim, também conhecido por Quincas, carinho e orientação de um verdadeiro pai. E dona Teresinha lhe oferecia ternura e amor, uma verdadeira mãe. Assim, durante 15 anos, Lian se dividiu entre a Escola de Peões e sua casa materna: passava a semana no campo e nos finais de semana ficava com sua mãe biológica, dona Ilda.
A longa temporada na Escola de Peões lhe proporcionou lições de grande valia nas lides do campo: acompanhava de perto como plantar, cultivar, colher, criar e tratar dos animais. Foi ali no campo que Lian começou a soltar a voz tendo como palco a imponência da natureza e como platéia os quase oitenta amigos e irmãos. E foi ali, também, que a partir dos 12 anos de idade teve a certeza que cantar e viver de música seria seu grande sonho. E que seria persistente tanto quanto fosse possível para que esse sonho pudesse se transformar em realidade.
Em 1992 a Rede Globo mandou a equipe de o Globo Rural fazer uma matéria na Fazenda Barreiro, especialmente para mostrar como um casal de rurícolas cuidava de um rebanho de meninos praticamente adotados.
Luquinha se tornou o xodó da equipe de produção do programa. E ganhou merecido destaque na matéria que teve grande repercussão nacional.
Os 15 anos que viveram na Escola de Peões foram fundamentais na sua formação. Seu Quincas lhe transmitiu profundas noções de cidadania, de disciplina, de caráter, sentimentos de companheirismo, de dignidade humana e de respeito aos seus pares. Foi ali onde aprendi a ser um homem de verdade, costuma dizer Lian, cheio de orgulho.
Em 2007 o Globo Repórter quis saber por onde andavam aqueles meninos que foram destaque na reportagem de 1992. O Globo Repórter foi encontrar Luquinha no Rio de Janeiro. Agora atendendo exclusivamente pelo nome de Lucas, a repórter do programa fez uma matéria na praia de Ipanema. Ali, com 21 anos de idade, Lucas contou que dava expediente remunerado no Tribunal Regional do Trabalho do Rio e que começava sua luta para conseguir tornar seus sonhos em realidade, apesar das dificuldades.
Em 2008 Lucas ousou vôos mais concretos. Conheceu pela internet o sertanejo Sábber, com quem formou dupla.
A dupla, Sábber e Lucas duraram menos de 3 anos, cujo maior sucesso Salve a Amazônia teve grande aceitação de publico, mas não emplacou a nível nacional. As dificuldades e a falta de apoio foram determinantes para o fim da dupla, apesar de ter rodado o Brasil inteiro Minas, Goiás, São Paulo, Paraná. Rio, Santa Catarina, Mato Grosso e outras plagas brasileiras.
A esperança é a última que morre é um ditado popular que não faz parte da cartilha de Lian. Para Lian, para aqueles que acreditam em Deus a esperança não morre jamais. Imbuído de fé e perseverança, Lian volta em 2012 em carreira solo. Pra começar lança o hit Desisti de te esquecer, que mescla romantismo e embalo, gostoso para dançar, beijar e se apaixonar cada vez mais.
Arregaçou as mangas da camisa, preparou as esporas e fez montaria para percorrer o Brasil inteiro divulgando seu trabalho.
Fonte site oficial
Humberto E Ronaldo
Definitivamente Goiás é o Estado que revela os maiores nomes da música sertaneja. E foi no ano de 2008 em Goiânia, que Humberto E Ronaldo e uniram seus talentos fazendo da música a razão de viver. Decididos a ter a paixão pela música como profissão, começaram a tocar em bares e festas de amigos – seus grandes incentivadores.
            Em meados de 2009 a dupla gravou seu primeiro CD independente. Com o CD pronto, Humberto E Ronaldo passaram a fazer shows por todo estado de Goiás e logo romperam essa fronteira, fazendo shows em Minas Gerais, Tocantins e São Paulo. Em cada cidade que passavam, deixavam ali um gostinho de quero mais no público. Isso permitiu a eles, estarem sempre na estrada mostrando o seu trabalho.
Um grande diferencial que surpreendeu a todos, foi o fato de que as mais belas músicas gravadas pela dupla serem da autoria do Humberto. Exemplo disso, é que a dupla Jorge E Mateus gravou em seu novo CD duas músicas de Humberto: ‘’Chove, chove” e “Amo noite e dia” – que já é hit em todo o país.
            E foi exatamente essa musicalidade que abriu as portas da áudio Mix e da Peninha Produções para Humberto E Ronaldo em 2009. Em abril deste ano a dupla gravou seu segundo CD. No repertório, músicas inéditas e alguns sucessos do primeiro cd com nova roupagem como “E deixe o tempo ver”, “Palavras de adeus”, “Sonho bobo” e “Tô beijando outra”.
As músicas, o talento, o carisma e a humildade, fazem de Humberto E Ronaldo, a verdadeira explosão do sertanejo universitário.
Biografia enviada por Thula em 9/2/2012
Thiago E Michael -
         Esses dois amigos se conheceram em uma banda Local cidade de Vitória da Conquista - BA em 2004.
Logo nasceu uma grande amizade e descobriram que tinham muita afinidade e preferência pelo mesmo estilo música (Fãs confessos de duplas como: Milionário e José Rico, Chitãozinho e Xororó , Zezé di Camargo e Luciano, DiPaulo e Paulino, Victor e Leo) e começaram a cantar juntos.
a partir daí não pararam mais, foram frequentemente convidados a cantar em Vaquejadas, rodeios, casamentos e principalmente festas universitárias. Logo veio o reconhecimento do público.
No ano de 2007 idealizaram um movimento sertanejo (Quartaneja) na Cidade de Vitória da Conquista onde seria a principal atração, cantando clássicos e composições próprias.
No ano de 2008 surgiu então a idéia de gravarem o primeiro Cd, que foi gravado ao vivo na Quartaneja. o Cd já é sucesso nas rádios sempre tendo a musica "24 HORAS DE AMOR COM VOCÊ" entre as mais pedidas.
Biografia enviada por crazy
Sergio e Serginho.
A dupla Sérgio e Serginho participou na última edição do quadro “Garagem do Faustão”, da Rede Globo, de uma disputa sertaneja. A banda Barra da Saia, com a música “Seu DJ”, disputou com a dupla Sérgio e Serginho, com a música “Nem de uva, nem de menta”. A dupla de Londrina/PR acabou ganhando a batalha. O inusitado, no entanto, é a quantidade de votos registrada. Na última disputa foram registrados 16 mil votos.
 Dessa vez foram 130 mil!
Jáffar Sater (Sérgio), ariano, nascido em 26 de março de 1973, em Dourados (MS), descendente de Libanês por parte de pai e Italiano por parte de mãe. Sater tem na sua família o berço da música, primo-irmão do renomado violeiro Almir Sater, começou a tocar aos 7 anos de idade.
Aos 16, participou pela primeira vez de um grupo musical. Naquela época tocava Pop-Rock e aos 21 anos começou sua carreira solo no estilo Country, influenciado pela dupla Chitãozinho e Xororó.
Dono de um som bastante pessoal e requintado, conquista muitos por onde passa.
Teve seu primeiro trabalho gravado nos EUA, em Naschville-TN, intitulado "Estrada", o qual lançou em 2002 e conquistou um número expressivo de fãs com a música Senhorita, que foi sem dúvida o seu maior sucesso.
            Em 2006, Jáffar se mudou para Londrina, onde conheceu o seu parceiro Serginho. Dentro de pouco tempo, o entrosamento e a amizade tomaram conta dos dois, surgindo assim a nova formação da dupla Sérgio & Serginho.
Serginho
Sérgio Soletti (Serginho), libriano, nascido em 7 de outubro de 1966 em Terra Rica/PR, cidade de José Rico, da dupla Milionário e José Rico.
Seu primeiro disco foi lançado em 1987 pela gravadora Copacabana. Além de grande cantor, também é renomado compositor. Em parceria com outros grandes compositores é dono de grandes hits brasileiros. Com Darcy Rossi e Alexandre fez as músicas "Deus me livre", sucesso com Raça Negra e agora também gravada pela dupla Ataíde e Alexandre, com participação especial de Zezé di Camargo e Luciano.
Serginho é também compositor de "Laço Aberto", gravada por Ataíde e Alexandre. "Toneladas de Paixão" é seu maior sucesso, a música que mais tarde seria gravada por Zezé di Camargo e Luciano. Ela está na trilha sonora do filme "Dois Filhos de Francisco".
Em 2008 a dupla Sergio e Serginho ficou em primeiro lugar nas principais rádios do Paraná e nos sons dos carros da moçada com a música: "Comendo Água", novo sucesso da dupla. Em 2009 a dupla Sergio e Serginho está com novos sucessos, como: Simbora Beber, Comendo Água, Nem de Menta Nem de Uva, Algodão Doce e Regatom.
            A dupla Sérgio e Serginho participou do quadro “Garagem do Faustão” (agosto/2009), da Rede Globo, de uma disputa sertaneja. A banda Barra da Saia, com a música “Seu DJ”, disputou com a dupla Sérgio & Serginho, com a música “Nem de uva, nem de menta”. A dupla de Londrina/PR ganhou a disputa. O inusitado, no entanto, é a quantidade de votos registrada. Na última disputa foram registrados 16 mil votos. Dessa vez foram 130 mil!
Biografia enviada por Elizabeth
Carlos Fábio & Pacito
            Carlos Fábio
Nascido em Paranavaí (PR), Carlos Fábio mudou-se com a família para Dourados (MS) há cerca de 30 anos. Incentivado pelos pais, Antonio Carlos e Dilma, ainda menino demonstrava um grande potencial para o mundo artístico, participando de festivais estudantis e outros eventos, encantando a todos com sua voz e um talento especial. Por várias vezes Carlos Fábio foi o vencedor dessas promoções, buscando então alçar vôos mais altos.
Assim, abriu espaço na mídia nacional, ao vencer os programas de calouros que faziam grande sucesso na época. Venceu uma vez o “Programa Raul Gil” e por duas vezes o “Programa do Bolinha”. Isso o credenciou para, em 1987, gravar seu primeiro compacto.
Durante essa caminhada conheceu seu parceiro e amigo, Nildo Pacito, quando resolveram cantar em dueto. Formou-se então, em meados dos anos 90, a dupla Carlos Fábio & Pacito.
Carlos Fábio, além de cantar, desde 1988 é proprietário do Estúdio Áudio Máster, tendo produzido e gravado diversos artistas locais. Atualmente o Áudio Máster, além de ser o principal estúdio de gravação da dupla Carlos Fábio & Pacito é responsável por rádios personalizadas em circuito fechado para grandes empresas.
Pacito
            Nildo Pacito
Nascido em Presidente Venceslau (SP), Nildo Pacito cresceu sob a influência musical de seu pai, Anselmo Pacito, compositor e cantor sertanejo da década de 60, e que fez bastante sucesso nas duplas Anselmo & Osmar, Anselmo & Benício.
Seus primeiros acordes foram tirados no violão do pai (escondido). Também apoiado por Anselmo, ele começou a estudar o instrumento e assim definiu seu caminho na vida. Vindo para Dourados, Pacito começou a participar de diversos festivais, tendo vencido, em 1980, o mais importante festival estudantil, o Fempop, que revelou diversos músicos e era promovido pela União Douradense de Estudantes. Foi quando ele conheceu Carlos Fábio. Tornaram-se amigos, mas continuaram carreiras solo.
Em 1993, Pacito abriu um dos mais movimentados bares da cidade – Bar Bye Brazil – onde além de proprietário interpretava desde os maiores sucessos da MPB às canções sertanejas. Além de atrair um grande público, Pacito adquiriu maturidade musical. A partir dessa época, se tornou um dos artistas da noite mais requisitados para os mais diversos eventos.
Ao final da década, Pacito e Carlos Fábio passaram a cantar juntos.
            Depois de seguirem carreiras solo até o final de 1996, Carlos Fábio e Pacito resolveram formar a dupla, após se encontrarem em um show beneficente. O primeiro CD foi na Paradoxx Music, e trouxe sucessos com Deusa do Mar, Cartas Marcadas e Desobediência. A dupla apresentou-se em diversas cidades do Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná, tendo suas músicas bastante executadas nas rádios.
Em 2000, eles gravaram o segundo CD – Mais uma vez – que teve músicas amplamente executadas em rádios AM e FM de Dourados, Interior de São Paulo e entre elas “A poeira subiu”, “Mais uma vez”, e “O Bundão”.
Depois de um grande intervalo, Carlos Fábio & Pacito lançaram um CD promocional, gravado ao vivo, tendo músicas que atravessaram fronteiras e vêm sendo executada em nível nacional. Com o evento da Internet, algumas músicas ganharam espaço em sites como o Youtube, onde a música “Ser Agrônomo é Pauleira” ultrapassou os 30 mil acessos, sendo transformada na “música tema” de diversas formaturas do curso de Agronomia, além de ser executada com grande freqüência em rádios regionais, principalmente no Triângulo Mineiro, São Paulo, Paraná e Goiás. Outro sucesso é a música romântica “Eu me rendo”, também veiculada por diversos sites. Essas músicas, entre outros sucessos, vêm sendo constantemente “baixadas” por fãs e rádios em todo o Brasil
O sucesso dessas músicas abriu as portas da mídia. Eles foram convidados para participar de diversos programas em rádios e na TV Rit e TV Morena, em Dourados, assim como diversos convites para shows.
Em fevereiro de 2007, Carlos Fábio & Pacito gravou um vídeo para a TV Morena, afiliada da Rede Globo, com a música Meu Mato Grosso do Sul, uma homenagem à terra que os acolheu como filhos. A composição de Carlos Marinho & Carlos Fábio está sendo veiculada há 10 meses e vem sendo considerada “o novo hino do MS”.
A música vem sendo utilizadas nos mais diversos eventos e solenidades, além de ser cantada por alunos da maioria das escolas da rede de ensino, transformando-se num “hit”, alavancando sobremaneira a carreira da dupla.
O sucesso do CD ao vivo, aliado ao sucesso do videoclipe, são o maior incentivo para a gravação do quarto CD de Carlos Fábio & Pacito,
Biografia enviada por Fe_Jacobs

Nenhum comentário:

Postar um comentário