Total de visualizações de página

Quer sua Biografia aqui = escreva a sua e envie pelo contato que se encontra em baixo. 

R

R-Sertaneja sempre ligada a Melhor Rádio de se Ouvir.

domingo, 11 de dezembro de 2011

Muniz Teixeira:

Muniz Teixeira: 
Muniz Teixeira: Natural de Caldas, interior de Minas Gerais. Vindo de uma família de tradicionais violeiros e cantadores, onde todos tocam e cantam desde pequenos.
Por volta de 1960 a família mudou-se para o norte do Paraná, em fazendas do município de Cornélio Procópio, onde trabalhavam na lavoura.
Aos 16 anos de idade, quando ainda morava na roça, surgiu a primeira idéia de compor música, mas não levou adiante.



Em meados de 1975 mudaram-se para a capital paulista para tentarem uma vida melhor.
Muniz se tornou compositor incentivado por Laerte Francisco Salera. Isso ocorreu por volta de 1983.
Sua primeira composição gravada foi "HOMEM DE OPINIÃO", em parceria com Luiz de Castro, com Pedro Bento e Zé da Estrada em 1984.
Logo em seguida foram gravadas "CASA DA VOVÓ" em parceria com Luiz de Castro, e "SOFRENDO POR MIM" em parceria com José Rivário, com a dupla Lourenço e Lourival em 1985.
A primeira composição em parceria com Ronaldo Adriano foi "MERGULHADO NA SAUDADE", gravada por Ronaldo Viola e João Carvalho no início de 1997. E foi neste mesmo ano de 1997 que se destacou como compositor, vieram os primeiros sucessos de Disco de Ouro, todas em parceria com Ronaldo Adriano como "CANTARAM MINHA VIZINHA", gravada por Teodoro e Sampaio, "FUI PRA CASA DA VIZINHA" com Sérgio Reis e "QUE QUE É ISSO GENTE?" com Gilberto e Gilmar.
Hoje se destaca entre os grandes compositores da música sertaneja. E desde 2006 formou dupla com seu irmão caçula Joãozinho.
Joãozinho: Natural de Cornélio Procópio, norte do Paraná, caçula de sete irmãos em uma família de violeiros.
Despertou interesse pela música muito cedo. Aos dez anos de idade iniciou tocando violão e cantando com seus irmãos, participando de vários festivais regionais. Em 1996 conheceu o artista Ronaldo Adriano, seu grande incentivador e padrinho na música.
Estudou música com o violonista Zino Brito através do qual passou a se apresentar no programa Viola Minha Viola exibido pela TV Cultura de São Paulo, juntamente com Robertinho do Acordeon e Inezita Barroso no qual atualmente coordena a parte musical no programa.
Teve sua formação musical, com o maestro Cláudio Weizmann, professor da Universidade Livre de Música de São Paulo (ULM).
Trabalha com várias duplas sertanejas coordenando shows e arranjos em gravações de CDs.
Em 2000 juntamente com seu irmão Muniz Teixeira, fez a primeira apresentação no programa Viola Minha Viola, incentivados pelo compositor e produtor Ronaldo Adriano.
O primeiro trabalho da dupla foi lançado em 2007 pela Gravadora Arte Brasil, intitulado "HOMENAGEM A RONALDO ADRIANO", com quatorze músicas do autor, no qual lhes rendeu o slogan "A DUPLA BARRA PESADA DO BRASIL".
MUNIZ TEIXEIRA E JOÃOZINHO
CONTATOS PARA SHOWS:
FONE: (11) 3686-2950
(11) 9580-1670 / 8090-6444

  Bento & Mariano
O amor à música e a grande amizade dos primos deram origem à Dupla BENTO & MARIANO. Nascidos no Rio de Janeiro, mas, apaixonados pelas canções sertanejas, conquistam o carinho e a admiração de todos por onde passam.
Com mais de 20 anos de estrada, os cantores Bento e Mariano traçaram distintos caminhos e histórias musicais, que serviram como base para a grande experiência e maturidade profissional que hoje possuem.
BENTO, nascido na cidade do Rio de Janeiro/RJ, descobriu quando criança o dom de tocar e cantar. Com apenas 8 anos de idade já iniciava os primeiros acordes do violão, o que ensejou no convite para participar como músico mirim na Paróquia do bairro onde morava. Com o passar dos anos, reuniu um grupo de amigos e formou uma bandinha, “Toca Tudo”, que animava bailes em seu bairro. Com 11 anos de idade, sob a influência dos pais, principalmente de sua mãe que possuía origens no interior de Minas Gerais – São Francisco, apaixonou-se pela música sertaneja e, a partir de então, passou a viver não só a música sertaneja, mas para ela. Sem abandonar os estudos, começou a cantar em bares e restaurantes nas noites de sua cidade. Aos 13 anos de idade, fazendo 2ª voz em uma dupla sertaneja, deu início a sua carreira profissional como cantor. Na dupla, gravou em 1990 seu 1º single, sendo bastante executado nas rádios cariocas. Quis o destino, contudo, que a dupla se desfizesse no ano seguinte. Com isto, abriu-se a possibilidade de uma carreira solo, culminando com a gravação de um CD pela gravadora Spotlight Records/Warner Music com a música "Sem Pagar Aluguel" de autoria de Ed Wilson. O CD tocou em várias rádios brasileiras marcando um ponto alto de sua carreira. Como paralelamente não parou de estudar, formou-se em Direito, tornou-se advogado e, pouco tempo depois, culminou com a assunção do cargo de Procurador Geral em um Município do interior do Estado do Rio de Janeiro. Entrementes, convivendo com seu primo Mariano nas reuniões familiares, descobriu nas qualidades dele o parceiro ideal para a materialização de uma grande parceria rumo ao sucesso. Desta forma, a partir de meados de 2008, a dupla BENTO & MARIANO se consolidou, buscando a montagem de toda a estrutura necessária à realização desse grande sonho.
MARIANO nasceu em Santo Eduardo, 13º Distrito da cidade de Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro. Passou sua infância admirando os primos músicos, comprovando que o dom musical presente na família também corria em suas veias. Por horas a fio acompanhava a evolução dos acordes tirados dos violões de seus primos, aguardando pacientemente uma oportunidade de acesso aos instrumentos. Quando isto ocorria, por ocasião de um final de ensaio, avidamente tentava repetir, solitariamente, os acordes memorizados. A sua vida interiorana proporcionou, já na infância, contato estreito com a música sertaneja, criando identidade também com a música romântica em geral. Sem muitas oportunidades na cidade natal, necessitando dar continuidade aos seus estudos, Mariano se mudou para Nova Iguaçu/RJ com 14 anos de idade. Lá conheceu um guitarrista que se transformou em seu grande amigo, lhe ensinando muito do que hoje sabe. Assim, começou a cantar e tocar nas noites do Rio de Janeiro. Com 22 anos de idade conheceu o evangelho e, freqüentando a Igreja, passou a compor e cantar por vários anos nos cultos, participando de duos, quartetos e bandas Gospel's. Mais tarde, em janeiro de 1994, o antigo amigo guitarrista o indicou para ser backing vocal do cantor Elymar Santos. Nesta função permaneceu aproximadamente por três anos, não só fazendo os shows, mas também, gravando os CD´s do cantor, adquirindo, assim, vasta experiência musical. A partir daí não mais parou com a carreira de cantor. Na seqüência foi convidado para participar da gravação de um DVD com a cantora Joanna obtendo grande sucesso com o trabalho, passando assim a fazer parte definitiva da banda da grande intérprete da música popular brasileira, participando de todos os shows e gravando os CD's como backing. Com o reconhecimento, participou de gravação de CD's de vários medalhões da música popular, como Danilo Caymmi, Xuxa e muitos outros. Em sua carreira musical, um ponto alto foi a gravação do CD e DVD – “Joanna Ao Vivo em Portugal”. Nele, além de atuar como backing vocal, Mariano foi convidado a fazer um dueto com a cantora na música: “Meu primeiro amor”. Em 2008, aceitou o convite do primo Bento para formação da dupla, demonstrando grande perseverança e capacidade de criação musical no trabalho da dupla BENTO & MARIANO.
Fruto da união, a dupla vem compondo e produzindo excelentes músicas. Com suas vozes impressionantes, os músicos, compositores e produtores Bento e Mariano têm tocado o coração das pessoas com suas canções contagiantes.
Atualmente, apresentam com muito carinho e amor o 1º CD da dupla, intitulado: "Agora é pra valer", nome de uma das faixas do CD. Assim, esperam desbravar com garra e entusiasmo o cenário musical brasileiro, levando uma opção de qualidade para os apreciadores da música sertaneja.

Cídia e Dan
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Cídia e Dan
Informação geral
País        Brasil
Gêneros              pop, romântico
Período em atividade    2005 - 2008
Gravadora(s)     Som Livre
Página oficial     Site Oficial
Integrantes
Cídia Luize
Dan Torres
Cídia e Dan foram uma dupla musical romântica, revelados pelo programa Fama 3 da Rede Globo.
Após terem saído do programa formaram uma dupla e gravaram seu primeiro CD, "Cídia e Dan", com o sucesso "Esse Amor", entre outros.
Lançaram um DVD com os seus melhores momentos na casa do Fama e o DVD Duetos Românticos Internacionais, que teve mais de 50 mil cópias vendidas, dando-lhes o seu primeiro Disco de ouro. Esse álbum foi gravado ao vivo no Rio de Janeiro, e traz regravações de duetos internacionais de grande sucesso das últimas décadas, onde uma dessas músicas já compõe a trilha internacional da novela O Profeta. O terceiro álbum, intitulado Duetos Românticos II, foi lançado em Março de 2008. 
A dupla foi encerrada em dezembro de 2008, ambos vão seguir carreira solo.
Cídia
Cídia Luize nasceu em 11 de novembro de 1985 na cidade de Vitória da Conquista - Bahia, onde viveu com os pais e irmãos durante 18 anos. Desde muito cedo demonstrava o interesse pela música e com o passar dos anos se apaixonava cada vez mais pela MPB (Música Popular Brasileira). Aos 12 anos , incentivada pela família e amigos, começou a se dedicar a carreira. Dois anos mais tarde, participou de um programa de rádio e recebeu o maior número de votos, destacando-se em um concurso que envolvia todos os colégios de Ensino Médio da Cidade. Aos 16 anos, se inscreveu em um concurso de Televisão local e venceu concorrendo com cantores de todo o estado. Em seguida fez participações em shows de amigos, incluindo os músicos: Xangai, Elomar e o Maestro João Omar.
Ganhou o 3º lugar no Fama 3. Hoje ela está cursando a faculdade de Veterinária, devido sua paixão por animais, em especial os cães, e casada desde 12 de novembro de 2010, ele não é da mídia.
[editar]Dan
Dan Torres nasceu em Londres - Inglaterra em 2 de abril de 1979. Cantor e compositor, Dan é filho de pai brasileiro e mãe inglesa, e está no Brasil há mais de quatro anos. A carreira musical de Dan começou em 1998. Depois de se formar, Dan pretendia cursar teatro musical na faculdade Newcastle University of Performing Arts, onde tinha sido selecionado entre os 10 melhores candidatos para o curso, mas ao mesmo tempo viu um anúncio em um jornal de Londres que procurava um cantor para uma banda pop. Depois de uma seleção entre mais de 2000 candidatos, Dan foi o vencedor e se tornou o cantor da "2AD", uma “boy band”, com mais 3 integrantes. Dan trabalhou com a banda por cerca de dois anos, fazendo shows por todo o país e aprendendo muito sobre a indústria musical. Apresentou-se em famosos teatros como o "The Lyceum Theatre" em Londres, além de gravar nos melhores estúdios do país.
Ficou em 4º lugar no Fama.Hoje segue carreira solo e acaba de lançar o seu segundo CD intitulado Bring it around.
Referências

Deny e Dino
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Deny e Dino
Informação geral
Origem Santos, São Paulo
País        Brasil
Gêneros              Jovem Guarda, rock and roll
Afiliações            Jovem Guarda
Integrantes
José Rodrigues da Silva e Décio Scarpelli (1942-1994), Elliot de Souza Reis (a partir de 1996)
Deny e Dino é uma dupla musical brasileira formada inicialmente pelos cantores e compositores José Rodrigues da Silva, o Deny (Santos, 1944) e Décio Scarpelli, o Dino (Santos, 1942 – São Paulo, SP 1994)
[editar]Histórico

A dupla se conheceu em Santos, em 1956, e no final da década de 1950 formavam "Os Boas Pintas", que cantava nas rádios e boates. Nos anos 60, convidados para participar dos programas de televisão de Hugo Santana, adotaram os cognomes de Deny e Dino, e na época gravaram o primeiro compacto, para a Odeon, em 1966, com a música Coruja (da dupla), que obteve grande sucesso. Participantes do programa Jovem Guarda, da TV Record, em São Paulo, lançaram várias composições, como “Eu não me importo”, “Lição de moral”, “O estranho homem do disco voador”, incluídas todas no LP Coruja, que vendeu mais de dois milhões de cópias, um feito inacreditável para a época.
Em 1969 a dupla gravou o LP Deny e Dino, também pela Odeon. Outros sucessos foram: O maior golpe do mundo (Continental, 1975), com música-título de Marcos Lago e Dino Rossi, e Cantem comigo (Top Tape, 1973).
A dupla gravou mais de 30 compactos e 10 LPs e participou de muitos programas de televisão da década de 1960. Assunto obrigatório em jornais e revistas, a dupla esteve com muitas outras músicas nas paradas de sucesso da época e ganhou vários discos de ouro e troféus como os famosos Chico Viola e Roquete Pinto.
Suas músicas também foram tocadas em todos os países da América Latina.
Após a morte de Dino, em 1994, Deny continuou carreira com outro parceiro, Elliot de Souza Reis, que desde 1996 manteve o cognome Dino, e gravou o CD Essencial (selo Acervo, 1995), com regravações de antigos sucessos ao lado de músicas novas. Deny participou também de shows comemorativos dos 30 anos da Jovem Guarda e passou a apresentar programas de rádio dedicados ao rock das décadas de 1950 e 1960.
Atualmente Deny mora no bairro do Jardim Suarão, na Baixada Santista.
A Dupla
Marco & Marcelo já vem se apresentando na noite paulistana acompanhando a tendência que é o sertanejo Universitário mas também não deixam de mostrar seus vínculos com o interior fazendo o sertanejo raiz  e as modas antigas. Um dos sonhos da dupla foi realizado recentemente que foi se apresentar em uma das maiores casas sertanejas de São paulo o Villa Country. Contamos sempre com o carinho e apoio de todos os amigos e apreciadores da música sertaneja. Nosso agradecimento especial a todos que nos dão força e motivação para continuar.
Marco
Marco (Marco Antonio Baraldi) nascido e criado na cidade de Lins, interior de SP, sempre teve a música em sua vida, desde criança ouvia seu pai tocar acordeon e suas irmãs tocarem e cantarem sucessos da música sertaneja, com isso fez do violão seu amigo inseparável e a partir dai as coisas aconteceram naturalmente. Como no interior as oportunidades são poucas, resolveu buscar novos desafios na Capital, após um longo período tocando em bares e de tentativas com outros parceiros, conheceu Marcelo e encontrou nele o irmão e parceiro onde lutam pelos mesmos objetivos.
Marcelo
Marcelo (Wanderson Nunes Ferreira) nascido em Itabira MG, criado em SP Capital, amante da música sertaneja desde a infância, sem ter noção do que era capaz, notou que tinha um dom de cantar e passar boas energias para as pessoas, assim começou sua busca atrás de realizar o seu sonho. Conheceu então Marco e a partir deste encontro descobriram a mesma paixão pela música sertaneja. Assim formou-se em 2007 a dupla Marco & Marcelo .

Luiz e Leandro  
Antônio Luiz Faveri conhecido como "Luiz" nasceu em ** de ***** de 1978 em Monte Alto-SP, iniciou sua carreira de Violeiro aos 14 anos, tocando em festivais de viola da região, onde ficou conhecido na sua arte musical. Saindo de São Paulo em destino à capital do Brasil - Brasília, com sua dupla anterior, trabalhou e conquistou seu espaço por alguns anos. A partir daí, estabeleceu-se em Goiânia-GO, onde levou a moda de viola, conquistando o público goiano com sua humildade e carisma.
       Leandro de Souza Belo conhecido como "Leandro" nasceu em 24 de Dezembro de 1979 em Brasília-DF e criado em Luziânia desde 1989 até 2006, iniciou sua carreira tocando violão aos 15 anos. Alguns anos depois, formou sua dupla anterior e levou o sertanejo romântico pelo interior de Goiás por cinco anos. Então saiu de Luziânia em destino a Brasília onde conquistou o seu espaço com humildade e simpatia fazendo carreira solo. Os cantores Luiz e Leandro se conheceram enquanto trabalhavam com a música pelos palcos da vida. Encontraram-se num evento e cantaram pela primeira vez juntos, cada qual ainda com seus parceiros anteriores. Era o início de uma grande amizade entre os dois. No ano de 2006, ambos encontravam-se separados de seus parceiros e um amigo em comum, sabendo disso, proporcionou um novo encontro entre eles. Foi então que resolveram formar a dupla Luiz & Leandro, uma parceria que leva, com responsabilidade e profissionalismo, a alegria para o público admirador da boa música sertaneja.
       Luiz & Leandro vem conquistando seu espaço no Estado de Goiás, com ênfase na capital Goiânia, se expandindo pelo interior em cidades como Palmeiras de Goiás, Bela Vista, Anápolis, Inhumas, Itauçú, Ipameri, Indiara, Acreúna, Quirinópolis, Luziânia, Silvânia, Pires do Rio, Morrinhos, Nerópolis, Aruanã, entre outras.
       A dupla leva sucessos sertanejos também para o Distrito Federal, na cidade de Brasília, em casas de shows conceituadas pela qualidade musical e pelo público fã do sertanejo universitário.
       Em outubro de 2008, realizaram turnê de divulgação da dupla pelo Estado do Pará, visitando várias cidades, entre elas, Altamira e São Geraldo do Araguaia.
       Atualmente, o projeto é a divulgação da dupla pelo Estado do Tocantins, mais precisamente na cidade de Palmas, por onde passaram recentemente e agradaram apreciadores da música sertaneja, também nas cidades de Araguaína, Palmas e Gurupí.
       Com uma carreira de quatro anos, a dupla Luiz & Leandro conta com um diferencial: seu repertório alternativo, capaz de agradar os mais diversos "paladares". Os shows são compostos com músicas sertanejas românticas e dançantes e as vão, desde as mais modernas chamadas de sertanejo universitário, até o momento especial da viola caipira, que resgata a qualidade musical de tempos remotos, agradando os mais conservadores. Além do profissionalismo e do grande prazer em cantar, Luiz & Leandro conta ainda com a proteção de Deus, que está sempre abrindo as portas e abençoando os passos dessa dupla que foi unida para levar, através de suas canções, alegria e amor aos corações.

Delmir & Delmon, 
a história
A década de 70 foi, sem dúvida, um grande momento da música sertaneja. Justamente nesse período, deu-se o aparecimento de grandes nomes, como Delmir e Delmon, Gino e Geno, Creone, Barrerito e Mangabinha, Milionário e José Rico, Chitãozinho e Chororó, entre tantos outros.
Mas, apesar de todo esse celeiro artístico, tal estilo de música ainda era discriminado socialmente, em especial nos centros urbanos. O rádio (AM) era um dos poucos veículos difusores e, mesmo assim, os programas eram transmitidos em faixas de horário mais ou menos específicas: geralmente final de tarde/início de noite e também de madrugada/início da manhã.
Os circos eram os grandes palcos dos shows. Mas a zona boêmia talvez tenha sido o mais importante dos cenários, o ambiente mais fecundo da música sertaneja, pois ali ela era sempre tocada e se propagava intensamente, sem preconceitos. E foi nesse universo que se conherceram Delfim e Antônio, os nossos Delmir e Delmon.
À época, Delfim formava uma dupla amadora com Delmar, que, por ser casado, não freqüentava a zona boêmia. Surge, dessa forma, o espaço para Antônio, que, na cidade, tocava sanfona para Delfim e Delmar e, na zona, teve que aprender a cantar e fazer parceria com Delfim. Tudo ainda de forma amadora.
Em 1969, mudou-se de Bambuí para BH para “tentar a vida”. Na Rádio Inconfidência, conheceram Rancho Fundo, que formava a dupla Curió e Canarinho. Este último tornou-se evangélico e parou de cantar. Delmir assumiu o seu lugar e Delmon entrou como acordeonista. Formou-se então o trio TAPERINHA (Delmir), RANCHO FUNDO E BAMBUÍ (Delmon), assim permanecendo até 1972. Nesse ano, Rancho Fundo saiu do trio, pelo fato de ser funcionário de carreira do INSS e ter que voltar das viagens de shows aos domingos, o que atrapalhava as possibilidades de apresentação nesses dias. Fizeram muitos shows em Minas Gerais, Espírito Santo e na Bahia, áreas cobertas pela transmissão da rádio.
Em 1972, retornam a Bambuí para fazer a campanha do candidato a prefeito Altamiro Paulineli. Nasce aqui, efetivamente, a dupla DELMIR E DELMON.
Em dezembro, ao custo de Cr$ 4.500,00 a serem pagos em 03 vezes, gravam o 1º disco – VIDA DE MINHA VIDA – lançado em abril de 1973 pela gravadora Chororó. Mangabinha foi o acordeonista deste LP. Com a música "Parada Dura", o disco estourou e fez tanto sucesso que a terceira prestação não precisou ser paga.
Cantavam então na rádio Nacional de SP. O apresentador do programa era Oscar Martins, dono da Chororó. Mangabinha os acompanhava nos shows e programas. Com o sucesso de “Parada Dura”, essa expressão acabou se transformando em sinônimo do trio, passando a ser sua identificação. E por sugestão do próprio Oscar Martins, incorporaram o nome nos dois discos seguintes: QUERO FALAR COM ALGUÉM e REPERTÓRIO DE OURO, ambos de 1974. Dessa forma, teve início o mais famoso trio da música sertaneja de todos os tempos: o TRIO PARADA DURA.
Em 1975, por desacordo comercial/financeiro, o trio se desfez. Delmir e Delmon seguiram o caminho da dupla e, como não mais formariam um trio, cederam o direito de uso do nome a Mangabinha, que passou a usá-lo com Creone e Barrerito.
SONHOS DA VIDA e TEUS OLHOS SÃO MINHA VIDA foram mais dois LPs lançados em 1975 e 1976, respectivamente.
A carreira de Delmir e Delmon, apesar de nunca terem brigado, é marcada por separações, algumas rápidas e outras mais longas, como a de 10 anos, após 1976. Nesse período Delmir gravou alguns discos solo. Já Delmon, além de discos instrumentais de sanfona, formou dupla com José Alves dos Reis (DELMÍRIO), gravando dois LPs pela Chororó.
Em 1987, a dupla se refaz e grava o disco MINHA VIDA EM SUA VIDA e uma nova separação acontece, dessa vez, a mais longa de todas.
Até que, em 2002, reúnem-se novamente e gravam, pela Chororó, o seu primeiro CD: SEMPRE FUI EU.
Em 2006, lançam um CD independente com antigos sucessos em roupagem nova. Gravado em Viradouro/SP e reproduzido em Uberlândia/MG, com a presença do acordeonista Tostão, chamou-se: DELMIR, DELMON E TOSTÃO – ACÚSTICO – CHAMAMÉ.
Um outro CD independente foi gravado em 2006: A RESPOSTA DO GAVIÃO, nono trabalho da dupla
Recém-separados em 1º de maio de 2007, Delmir lança mais um CD solo, também independente.
Nós, os fãs, aguardamos o desenrolar dos acontecimentos...
Atualizado até Agosto/2007
Continuação....
Vários acontecimentos marcaram o ano de 2007. Mesmo ainda separados, foram convidados a realizarem um show na cidade de Patrocínio-MG, que se concretizou no segundo semestre.
No final deste ano o acordeonista Tostão lançou um DVD próprio, com vários convidados, explorando sua especialidade, o ritmo Chamamé. Aqui, DELMIR E DELMON se reúnem novamente e marcam sua presença nesse DVD cantando duas lindas músicas dentre seus maiores sucessos.
Excetuando-se filmagens amadoras de apresentações em shows ou mesmo de algumas participações em programas televisivos, este foi o primeiro registro formal, em vídeo profissional, da performance da dupla e, por sinal, muito bom. Este acontecimento gerará frutos 1 ano depois.
2008 – Apenas DELMIR faz shows eventuais, acompanhado pelo amigo JASMINOR da cidade de Medeiros.
Porém em setembro, procurado por Leandro, genro de Delmon, algumas ponderações são feitas, na tentativa de retomada da dupla. Depois de alguns contatos, um acordo acontece e, em outubro, DELMIR E DELMON ressurgem com força total, muitos shows, novas idéias, dentre elas a gravação de um DVD.
Em 20 de abril de 2009, no “Cantinho do Céu”, situado no parque de exposições de Bambuí, acontece esta gravação, bastante concorrida pelos fãs e com a presença de pessoas famosas do meio sertanejo, com destaque especial para a participação de GINO E GENO. Uma linda festa a que fizeram jus DELMIR E DELMON, acompanhados pelo acordeonista JOSELITO, também de Bambuí, E BANDA.
Nayara e Maike
Nayara

Nayara iniciou sua carreira aos 3 anos de idade com música japonesa. Foi bicampeã em nível nacional em música. Ao longo de sua carreira teve oportunidade de estar presente em programas de artistas renomados como Xuxa, Ratinho, Gugu, Didi, Gilberto Barros, Adriane Galisteu, Serginho Groisman, Sérgio Malandro, Eliana, Hebe, entre outros.
Aos 9 anos foi convidada para estar no programa "Pequenos brilhantes" cantando, dançando e interpretando e permaneceu neste programa por 2 anos.
Após ter tido essa grande experiência, Nayara entrou para o mundo teatral, interpretando na peça musical "Portinari - A Ópera" dirigido por Luis Carlos Vasconcelos e na peça "A Brasa".
Aos 14 anos foi convidada a estar à frente do programa "Coisas de Criança na TV" na Rede Vida onde permaneceu por 1 ano.
Juntou-se aos seus irmãos Mike e Everton que tinham a dupla "FIREWEST", iniciando uma carreira em trio e espalhando o sertanejo pelo Brasil.
Posteriormente, voltou a atuar em uma peça infantil e também foi locutora de rádio.
Não fugindo do seu amor pela música, montou a dupla que conta com seu irmão : "Nayara e Maike", com o intuito de levar a música Pop Sertaneja ao público.
Maike

Maike iniciou sua carreira aos 8 anos de idade com música japonesa. Hoje coleciona vários troféus devido às competições ganhas em Karaokês.
O amor pela música o trouxe para o ritmo Sertanejo. Fez parte do grupo "Kamikaze", em que cantava ao lado de seus irmãos Everton e Nayara.
Posteriormente, continuou sua jornada na dupla "Mike e Everton" fazendo shows por todo o Brasil.
Levando seu sonho em frente, fez parte da formação da "FIREWEST" com seu irmão Everton e que posteriormente teve como integrante sua irmã Nayara também. Com a saída de um dos irmãos que seguiu sua carreira de publicitário, Mike, não desistindo e lutando pelo que quer, resolveu montar a dupla com sua irmã Nayara, formando assim "Nayara e Maike" e hoje tem o prazer e a emoção de levar a música pop sertaneja ao público que tanto gosta.
A Dupla
Nayara e Maike são irmãos e convivem com a música desde pequenos. Com o apoio da família nessa luta pela conquista de seus sonhos, Nayara e Maike uniram-se pelo que mais amam fazer, cantar.
O sertanejo sempre esteve em suas almas e em seus corações, pois traz a alegria, tem ritmo dançante e a pureza do interior e o estilo pop sempre os atraiu, por ser um estilo contagiante e emocionante.
Por isso, resolveram unir os estilos musicais para levar todas essas qualidades de cada ritmo para o público.
Hoje, Nayara e Maike levam o estilo chamado "POP SERTANEJO" e arrastam multidões por onde passam.

Luiz & Luan
Há 4 anos na Estrada, a dupla que foi formada em Mauá, no ABC paulista já percorreu um terço do país divulgando seu trabalho e garantindo agitação do público por onde passa. E não para por aí, Luiz e Luan tem planos para conquistar o Brasil (e porque não o exterior) com suas músicas.
Como tudo começou
Luan, depois de desfazer uma antiga dupla, conheceu Luiz no camarim de um show em São Paulo. Depois de um longo bate papo e canjas de grandes sucessos sertanejos começou a surgir a idéia do projeto Luiz & Luan. Não demorou muito e a dupla já estava no estúdio gravando seu primeiro álbum
Luiz & Luan
Sucessos como “O Careca” e “Te Quero” já caíram na graça do público que reconhece a dupla Luiz & Luan como uma grande promessa do Sertanejo Universitário.
Por onde passavam Luiz & Luan conquistava a atenção do público, e acompanhado de excelentes profissionais, uma grande estrutura e uma equipe de primeira, foram traçando o caminho da dupla nesses quatro anos de Estrada.
“Com a permissão de Deus, vem aí o nosso novo trabalho, a gravação de um grande show ao vivo, que será uma verdadeira viagem entre você e a música. Só assim vamos dar continuidade a essa grande missão, vamos continuar viajando o Brasil e o mundo, só assim vamos conseguir transmitir emoção, alegria, paz e amor, só assim vamos viajar no seu coração.






Nenhum comentário:

Postar um comentário