Total de visualizações de página

Quer sua Biografia aqui = escreva a sua e envie pelo contato que se encontra em baixo. 

R

R-Sertaneja sempre ligada a Melhor Rádio de se Ouvir.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

19/02/12 Brinquinho e Brioso

Brinquinho e Brioso
Duplasertaneja. Cantores. Compositores. Dupla formada por Tésis dos Anjos Gaia, oBrinquinho - São Paulo, SP - 1915 - São Paulo, SP - 1977 e por EuclidesHonorato da Costa, o Brioso - São José dos Campo, SP - 1913 - São José dosCampos, SP - 1991.
Tésis era irmão de Ranchinho, da dupla Alvarenga eRanchinho e trabalhava na Prefeitura de São José dos Campos juntamente comEuclides. Como andavam sempre juntos cantando músicas de Alvarenga e Ranchinhoo prefeito lhes deu os nomes de dois bois de uma parelha que possuía em suafazenda: Brinquinho e Brioso. 



Em 1939 fizeram apresentações com Cornélio Pires,o pioneiro da música caipira. Em 1940, foram contratados pela Rádio Atlânticade Santos. Pouco depois seguiram para se apresentar na filial da Rádio Atlântica,em Niterói (RJ). Retornando a São Paulo, em agosto de 1943, lançaramm um discopela Columbia contendo a valsa "Cruel destino", de Brinquinho, Briosoe Lauro de Souza e o caretê "Pé de coquerá", de Brinquinho, Brioso eAbílio Machado. No mesmo ano lançaram "Moda dos inventores", dos doise "Os poetas na moda", de Brinquinho, Brioso e Armando Rosas.Lançaram ainda com sucesso "Vá pela calçada", de Hélio Sindô eVladimir de Melo, "Vidinha da roça", de Brinquinho e Brioso e"Linda serrana", de Anacleto Rosas Jr., entre outras.
Apresentaram-se no programa "Feira deamostras", de Blota Júnior na Rádio Cruzeiro do Sul, em São Paulo. Fizeramuma temporada na Rádio Tupi, no Rio de Janeiro. Em 1944 gravaram a rancheira"Cavalo baio", de Buci Moreira e Conde e a polca"Deliciosa", de Mário Gennari Filho com acompanhamento do mesmo aoacordeom. Em 1945, apresentaram-se em Salvador, Belo Horizonte e Recife e nabase militar de Fernando de Noronha. No mesmo ano gravaram a marcha "Alô,mister Johnny", de Arlindo Pinto e Hélio Sindô e o samba "Vá pelacalçada", de Hélio Sindô e Vladimir de Melo. Em 1946 gravaram de AnacletoRosa Jr. a moda de viola "Caboclo de azar", o recortado"Fartura" e a toda "Linda serrana".
Em 1950 gravaram pela Continental as modas de viola"Cachorro maiado", de parceria da dupla e Geraldo Costa e"Etelvina", de Anacleto Rosas Jr. e Brioso. Em 1951 gravaram a toada"Remorso", de Anacleto Rosas Jr. e Arlindo Pinto e o xote"Sertão do Paraná", de Brinquinho, Brioso e E. Barros. Em 1952 gravaramas valsas "Parabens", de Nhô Zé e Álvaro e "Eu, você e oluar", de Ciro de Souza e M. Silva. Em 1953 gravaram na Odeon o cururu"Nossa Senhora de Nazaré", de Palmeira, a toada "ZecaFlauzino" e o arrasta-pé "Meu bem não chore", as duas de Nhô Zé,Brinquinho e Brioso. Em 1955 gravaram a toada "Castigo de SãoBenedito", de Teddy Vieira e Jaime Ramos. Em 1959 gravaram o bolero"Beijo da traição", de Etel e Branquinho e o xote "Carta aomacuco", de Etel e Farid Riskallah.
Seu maior sucesso foi "Sanfona da véia",de parceria com Raul Torres. Esta marcha foi também sucesso na voz de Mazaropi,que a cantou em "Mágoas de caboclo", de Ari Fernandes, filmado em1970.
Bambico e Bambuê
Cantores. Dupla sertaneja. Dupla formada na segunda metadedos anos 1970, pelo lendário violeiro Bambico e pelo cantor Bambuê. Teve curtaduração, gravando apenas dois discos. O primeiro foi o LP "Viola eviolão", pela gravadora Caboclo/Continental, que constou as músicas:"Olhando para o céu", de Moacyr dos Santos e Nenete:"Fundanga", de Moacyr dos Santos e Zé Claudino; " "Degrauda glória", de Quintino Elizeu e Luiz Alves; "Brasilidade", deMoacyr dos Santos e Sulino; "Loura tem dó de mim", de Raul Torres eLourival dos Santos; "Retirada", de Augusto Toscano; "Laço deamor", de Augusto Toscano e Garcia, e "O cabelo da menina","Porta aberta", "Casa pequena", "Amordesencontrado", e "Por favor", as cinco da dupla Moacyr dosSantos e Lourival dos Santos. Em seguida, foi lançado o LP "Fogo nofogo"; no qual a dupla interpretou as músicas " Sim e não", deBambico e Moacyr dos Santos; "Tá tudo errado", de Letinho e Nenê daDiscoteca; "Canta viola", de Bambico e Wanderley Martins; "Éfogo no fogo", de Moacyr dos Santos e Tony Gomide; "Pouco meimporta", de Moacyr dos Santos e Lourival dos Santos; "A taça éminha", de Quintino Elizeu e Bambico; "Homenagem às mães", deBambico e Jacó; "Longa caminhada", de Bambico e Liu; "O destinoescolheu assim", de Bambico e Campanha; "Sem você", de Meirinhoe Nenete; "Menina feliz", de Carapó e Milano, e "Tenho ciúmes domeu bem", de Bambico e José Rico. No início dos anos 1980, a dupla se dissolveue Bambico seguiu outros rumos, gravando disco solo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário