Total de visualizações de página

Quer sua Biografia aqui = escreva a sua e envie pelo contato que se encontra em baixo. 

R

R-Sertaneja sempre ligada a Melhor Rádio de se Ouvir.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Leandro Rangel e Adriano 10/06/13

Leandro Rangel e Adriano
A dupla é brasiliense e começou a tocar em 1999.
Os dois são irmãos e o sonho de trabalhar com a música nasceram com Leandro Rangel, que começou a tocar em 1996.
Em 1999 os dois saíram de Brasília atrás do sucesso.
Eles mudaram para Goiânia, capital da música sertaneja.
"Nós achávamos que lá íamos fazer mais sucesso, conhecer mais pessoas do meio country e de fato isso aconteceu", conta Leandro Rangel.


E foi lá em Goiânia que Leandro Rangel e Adriano fizeram escola.
Os shows da dupla lotavam as casas noturnas da cidade.
"Lá a concorrência é grande e só sobrevive quem tem talento", afirma Adriano.
A dupla foi tema de matérias de grandes jornais da capital do Goiás.
Leandro Rangel e Adriano foram apontados como a dupla que mais cresceu em Goiânia no ano de 2004.
Depois do sucesso na terra de Leandro e Leonardo, os dois se apresentaram de norte a sul do país. Foram 200 shows.
Dois deles em eventos muito importantes para o meio sertanejo, como a Festa de Peão de Barretos e a Agropecuária de Jaguariúna.
No ano passado Leandro Rangel e Adriano voltaram a Brasília para uma apresentação na XXIII Exposição Agropecuária de Brasília.
Em 2005 também abriram shows de duplas importantes como: Gian e Giovanni, Zezé di Camargo e Luciano e Pára-lamas do Sucesso.
Agora, os dois estão de volta à cidade e prometem animar os brasilienses em shows no Box 16.
Os irmãos Leandro, de 26 anos, e Adriano, de 23, nasceram em Brasília, onde viveram até tomarem a decisão de investir na carreira sertaneja.
A mudança para Goiânia, em 1999, marcou o início de uma nova fase.
Das rodas de viola na fazenda dos pais, os músicos deram início aos shows pelo interior do Estado e casas noturnas de Goiânia.
Biografia enviada por Elizabeth em 29/4/2010

Liu e Leo
João Carlos Ponci é natural de Poços de Caldas-MG, onde nasceu, no dia 09/06/1968. Maurício Donizete Felipe é natural de Botelhos-MG, onde nasceu no dia 08/09/1968.
Eles se conheceram quando eram alunos da Escola Técnica, em 1983. Nessa época, João Carlos e Maurício já manifestavam o gosto pela Cantoria, pelo Violão e pela Viola Caipira, além do intuito de preservar a autêntica Cultura do Caipira, através de manifestações artísticas!
Antes mesmo de formar a Dupla (em 1992), João e Maurício eram participantes ativos de Comunidade de Jovens e exerciam papéis de liderança em animações, além de também atuar em festivais de Música Sacra e eventos festivos diversos.
Os dois jovens Músicos trabalhavam na Alcoa Alumínio, em Poços de Caldas-MG, onde atuava na área de Manutenção, em meados de 1986, o que os aproximou ainda mais.
Resolveram unir seus trabalhos, nas horas de folga: a Dupla se formou em 1992, quando da realização de um Festival de Paródias, da SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes), na Alcoa, tendo conquistado o Primeiro Lugar, não apenas nesse ano, mas também nos cinco anos subseqüentes, no mesmo evento.
A partir de então, teve início a Trajetória Musical da Dupla, com expressiva atuação também na Composição!
João Carlos e Maurício destacaram-se também por suas importantes participações em Festivais de Música Sertaneja e Música Sacra Regional, além de apresentações direcionadas a festas populares e peças de teatro.
O Repertório da Dupla tem como objetivo não deixar jamais que o povo se esqueça das suas origens, Culturas e Crenças, já que João Carlos e Maurício residem numa região com pessoas que vieram do Meio Rural, em busca de trabalho, e que ainda carregam consigo, o gosto pelas coisas da terra!
O trabalho musical de João Carlos e Maurício tem como "linha mestra" o Estilo Caipira Raiz, dosando ritmos característicos tais como Cururu, Guarânia, Querumana, Corta-Jaca, Pagode de Viola, Cateretê, Toadas, Moda de Viola, etc., sempre cantando e tocando com o Instrumento no  peito.
Em 2001, João Carlos e Maurício criaram a "Associação de Violeiros de Poços de Caldas-MG" voltada para a promoção e divulgação de apresentações, além de Encontros Regionais de Violeiros e outras atividades diversas, visando a promoção da Música Caipira Raiz. O Encontro Regional de Violeiros de Poços de Caldas-MG, por sinal, é reconhecido por vários meios de comunicação e também pela Prefeitura Municipal e pelo povo dessa aconchegante Cidade do Sul de Minas!
Vieram também várias apresentações em diversos auditórios e programas de Rádio e TV, dentre eles, o Viola Minha Viola, apresentado pela "Madrinha” Inezita Barroso, e que vai ao ar pela TV Cultura de São Paulo-SP, e também diversas participações no programa "Caminhos da Roça", da EPTV, além de participações em eventos diversos tais como o Encontro Nacional de Violeiros, em várias cidades do Interior Paulista, e o famosíssimo Rodeio de Barretos-SP.
João Carlos e Maurício também foram finalistas em diversos Festivais "Viola de Todos os Cantos", da EPTV, além da destacada parceria com a Orquestra Sinfônica de Poços de Caldas-MG, que uniu, em grandes eventos, a Música Erudita com a Música Caipira Raiz!
A Dupla também participou do Prêmio Nacional de Excelência da Viola Caipira, promovido no início de 2005, pela Revista Viola Caipira de Belo Horizonte - MG, tendo recebido os Troféus de "Melhor CD Independente" e "Melhor Dupla-Revelação" do ano de 2004!!!
Em suas diversas apresentações, a Dupla "João Carlos e Maurício" interpretam Composições de autoria própria, além de um Repertório de Música Raiz composto por Clássicos que se tornaram célebres nas vozes de Duplas imortais do quilate de Tonico e Tinoco, Carreiro e Carreirinho, Cacique e Pajé, Peão Carreiro e Zé Paulo e Tião Carreiro e Pardinho, apenas para citar algumas!
A Moda de Viola, a Folia de Reis, as Congadas e as Catiras estão presentes na Obra Musical de "João Carlos e Maurício", fazendo de sua Arte a História Genuína de um Povo!
A Dupla "João Carlos e Maurício" lançaram seu primeiro CD ("Terra, Viola e Poesia") em 2001, com 14 Músicas que valorizam as Tradições e os Costumes do Povo da roça.
Destaque para "Boi Soberano" (Pedro Lopes de Oliveira - Isaltino Gonçalves de Paula - Carreirinho), "Pagode em Brasília" (Lourival dos Santos - Teddy Vieira), "Ofertório Sertanejo" (Maurício Felipe - João Carlos), "Terra Mineira" (Martimiano Valério Borges), "Pescador e Catireiro" (Carreirinho - Cacique), "Filho de Carreiro" (Maurício Felipe - João Carlos) e "Identidade de Violeiro" (Maurício - João Carlos), que é a Música cujo trecho o Apreciador ouve ao acessar essa página.
O segundo CD ("Violeiro, Viola e Cantoria") foi lançado no final de 2002, contendo 13 Faixas, com destaque para "A Viola e o Cantador" (Valdemar Reis - João Carlos - Maurício), "Testemunho de um Caipira" (Maurício - João Carlos), "Poeiras da Caminhada" (Jota Moraes), "Capelinha" (Marly - Martimiano), "Violeiro na Viola" (João Carlos Ponci), "Terra Mineira" (Martimiano Valério Borges), "Violeiro" (Zé Mulato) e "Festa do Catira" (Toni Gomide - Nelson Gomes), sendo essa a 10ª faixa do CD, a qual também contou com a participação do Grupo Catira Brasil!
João Carlos e Maurício lançaram o terceiro CD ("Na Trilha da Viola") em 2004, contendo 16 Músicas. Esse CD obteve reconhecimento nacional com a conquista do Prêmio Nacional de Excelência da Viola Caipira, como "Melhor CD independente", no início de 2005, conforme mencionado logo acima! Destaque para "Pagodão da Viola Véia" (Adriano Rosa - João Carlos - Maurício), "Nossas Tradições" (Valdemar Reis - João Carlos), "Ô Violinha" (Maurício Felipe - João Carlos), "O Velho, o Menino e o Burro" (Martimiano Valério Borges), "Moda de Viola" (Pedro Lemos "Pinho"), "A Casa do Vovô" (Maurício Felipe - João Carlos), "Velha     Tapera" (Altair José De Oliveira), "Balaio de Pagodes" (João Carlos - Maurício) e "Aboio" (Martimiano Valério Borges), sendo essa a 1ª faixa do CD, a qual conquistou o Quarto Lugar, na Categoria "Música Regional", no primeiro Festival "Viola de Todos os Cantos", promovido pela Globo-EPTV, no ano de 2003! O lançamento desse CD se deu num show que se realizou no Centro de Convenções do Hotel Nacional Village Inn, em Poços de Caldas-MG!
Já o quarto CD ("Velho Carreiro") a Dupla lançou em 2006, contendo 15 Faixas, com destaque para "Velho Carreiro" (Martimiano - Valério Borges), "Salvem o Sertão" (Roberto Moreno - João Miranda), "Identidade de Violeiro" (Maurício - João Carlos), "Minhas Origens" (Altair José De Oliveira - Maurício Felipe), "Filho de Carreiro" (Maurício Felipe - João Carlos), "Mulão de Três Cores" (Roberto Moreno - João Miranda), "Carreteiro da Solidão" (Martimiano Valério Borges) e "Ofertório Sertanejo" (Maurício Felipe - João Carlos).
A Dupla lançou o quinto CD ("Cordas de Aço") em 2008, com 18 Músicas, com destaque para "Estrada Velha" (Martimiano Valério Borges), "Cordas de Aço" (Martimiano Valério Borges), "Mundo Globalizado" (Roberto Moreno - Nino D’ Andrade), "O Estressado" (Maurício Felipe - João Carlos), "Paixão Nacional" (Roberto Moreno - Nino D’ Andrade), "Quintal" (Adriano Rosa - Maurício Felipe - João Carlos), "Meu Ranchinho" (Adelgicio Monteiro - Valdir Do Valle), "Golpe De Vista" (Dos Pára-Choques de Caminhão) (Adriano Rosa - Maurício - João Carlos), "Oração à Terra" (Marly Renault Adib Bittencourt) e "Pagode do Avesso" (Levi Ramiro - Adriano Rosa - João Carlos - Maurício).
E o sexto CD ("As Dez Querumanas") foi lançado em 2011, em Edição Especial, contendo 10 Faixas, com destaque para "O Novo Endereço" (Martimiano Valério Borges - João Carlos - Maurício), "Meu Recanto Meu Paraiso" (João Miranda - Goiano), "Meu Canto Caipira" (Batista Dos Santos), "A Palavra do Homem" (Tião Goiano - Ribas), "Harmonia Sertaneja" (Ademar Braga), "Patriota da Fome"     (Ciro Rosa - João Miranda) e "Mulão de Três Cores" (Roberto Moreno - João Miranda).
"João Carlos e Maurício" é uma excelente Dupla que "segue ao contrário do que mostra a mídia em geral", já que o Apreciador ainda sente o "arrepio" ao ouvir o som de uma Viola Caipira, um Dueto de Vozes, uma Poesia Cantada, uma Dança de Catira...
Por onde passam, são reconhecidos como Autêntica Dupla Caipira, pelo seu Repertório, pela maneira de se vestir, pelo modo de interpretar as Modas e também pela simplicidade...
João Carlos e Maurício desejam cada dia mais ver seu trabalho crescer, mantendo sempre acesa a Cultura do Povo do Interior, que traz no sangue o desejo de valorização da Família, dos Bons Costumes, da boa Educação dos Pais, dos Filhos e da Comunidade!!!

De acordo com João Carlos, "... O nosso povo precisa estar     sintonizado com coisa boa e decente. Aqui em Poços de Caldas-MG tem muita gente fazendo a autêntica Moda Caipira. Eu particularmente aprendi muito com Violeiros de minha terra, com especial apoio do meu pai, que me presenteou com a minha primeira Viola Caipira, em 1982. Meu pai não é Violeiro, mas me incentivou a tocar este maravilhoso Instrumento enviado por Deus. Quem me ensinou a fazer os primeiros ponteios e acordes na Viola, foi meu tio Zezinho, que é Violeiro e 'Cantadô'. Depois, com o passar dos tempos, a escola da vida se encarregou do resto e hoje tenho a maior satisfação de dizer que o meu compromisso dentro da Arte Musical é levar a autêntica Música Caipira por onde quer que eu vá!... "

Nenhum comentário:

Postar um comentário