Total de visualizações de página

Quer sua Biografia aqui = escreva a sua e envie pelo contato que se encontra em baixo. 

R

R-Sertaneja sempre ligada a Melhor Rádio de se Ouvir.

domingo, 20 de dezembro de 2015

Sereno e Tiãozinho

Sereno e Tiãozinho
Sereno: Galdino Pedro de Andrade nasceu no sertão guarani, distrito de Terra Nova, Parnamirim, Pernambuco, aos 27 de Agosto de 1948. Aos 03 anos de idade mudou-se para Lupianópolis, no Paraná. Aos 06 anos de idade presenciou um baile na tuia, motivado, aprendeu a tocar violão. Formou com seu irmão a 1ª dupla; Andrade e Andradino. Posteriormente, mudou-se para Martinópolis, também no Paraná, e depois, para Osasco. EM 1970 ingressou na Casa do Violeiro do Brasil de Osasco, onde formou a dupla, Sereno e Madrugada, que durante 10 anos ganharam vários festivais e gravaram um LP pela ABAS (Associação Brasileira dos Artistas Sertanejos).


 Depois formou as duplas Galdino e Garces, e Sereno e Samir, que durou aproximadamente um ano cada. Ao receber um convite do amigo Tiãozinho, então partiu um trabalho sério. Tiãozinho: Sebastião Domingos da Silva, nasceu na fazenda Pinheirinho, distrito de Itamogi, Minas Gerais, em 13 de Janeiro de 1950. Aos 06 anos morava na roça. Ouvindo Tonico e Tico no rádio, aprendeu tocar viola e formou sua primeira dupla com o irmão Joãzinho. Em novembro de 1958, mudaram-se para Presidente Altino em Osasco, a Capital da Viola de São Paulo e, no ano de 1959, já participavam do programa do Chico Carretel, na rádio Piratininga de São Paulo, que ficava na rua 24 de maio, centro, e na Roda de Violeiros, na rádio Bandeirantes, com Capitão Furtado. Ao perder seu irmão num acidente automobilístico, Tiãozinho deu um tempo e depois formou com amigos de infância, no tempo da jovem guarda, o conjunto ¨Os Favoritos¨. Depois seguiu carreira solo como Tiãozinho, “O príncipe da música sertaneja”, participando nos programas; Barros de Alencar, na TV Bandeirantes, Carlos Aguiar, na TV Gazeta, Canta Viola, com Geraldo Meirelles, na TV Record, Viola minha Viola, com Inezita Barroso, da TV Cultura, Depois formou com a esposa, o Duo das Alteirosas, também as duplas Pintassilgo e Beija Flor e Mineiro e Mirassol, fazendo parte da Casa do Violeiro de Osasco desde 1973, quando conheceu o amigo Sereno, e somente em Julho de 2001, convidou para formarem uma dupla de raiz, a qual caiu no agrado do povo brasileiro. Conviveu com o vizinho Bambico, um dos maiores violeiros da história e, até hoje, o Marcelo, filho de Bambico, frequenta a casa de Tiãozinho, sendo muito amigo de seus filhos, Walber e Wander. Tiãozinho busca inspiração no amigo Bambico todas às vezes e, a todos momento que pega na viola para tocar uma canção ou criar um arranjo novo. O DESTINO: Sereno e Tiãozinho, sendo amigos há quase trinta anos, seguindo estradas pararelas jamais imaginavam que um dia estariam cantando juntos e com tanto sucesso, agradando com seus shows e participando de vários programas de rádio e televisão. EXPRESSÃO DA DUPLA: Jamais vamos esquecer aquele mês de julho de 2001. Quando iniciamos a dupla, tão logo DEUS nos colocou diante da pessoa do Sr. Geraldo Carreiro, lá de Imbé de Minas, a chave que nos abriu as portas da gravadora Allegretto. A todos nossos agradecimentos e sincero abraço!

P.S. : Sereno e Tiãozinho, esta excelente dupla vinda do interior de Minas Gerais, Imbé, atualmente está radicada no ABC Paulista. A dupla nasceu dentro da Casa dos Violeiros do Brasil, em Osasco, a Capital da Viola, para quem fizeram uma linda música chamada Violeiros do Brasil, em parceria com Osmar Mello, que doravante, com um gesto afetuoso do Tiãozinho, com quem tivemos a oportunidade de falar ao telefone hoje, conseguimos o direito de reprodução como música de abertura da página principal do nosso site www.casadosvioleiros.com e liberação da mesma para futura regravação no Projeto Viola Virtual,a custo zero, o que nos deixou sobremaneira felizes, haja vista, que este projeto tem a principal missão de difundir os violeiros esparsos por este Brasil afora. Em breve estaremos publicando uma página aqui no site sobre o trabalho da dupla e seus contatos para contratação de shows. Desejamos o maior sucesso para eles em todos os seus eventos. Fica também um abração violeirístico de Cleber Vianna. Casa dos Violeiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário